Manuel Silvestri / Reuters
Manuel Silvestri / Reuters

Inundações em Veneza: Veja 7 pontos turísticos prejudicados pela maré alta

Praça de São Marcos chegou a ser fechada em razão das cheias

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2019 | 11h14

Veneza vive uma de suas piores inundações já registradas, com o nível das águas no segundo maior patamar da história da cidade. Segundo o jornal Washington Post, o aumento do nível do mar atingiu cerca de 85% de um dos destinos turísticos mais procurados do mundo, causando prejuízos avaliados em milhões de euros.

O prefeito de Veneza disse que a “acqua alta” (maré alta) é um “golpe no coração da cidade” e decretou estado de emergência diante da expectativa de mais inundações. Veja abaixo alguns pontos turísticos afetados pelas cheias.

Praça de São Marcos

Milhões de turistas de todo o mundo viajam à Veneza para tirar fotos naquela que é considerada a principal atração da cidade. O local se tornou uma espécie de piscina com as inundações. Um homem chegou a literalmente nadar nessas águas.

Basílica de São Marcos

A estrutura, finalizada no século 11, atrai turistas por sua arquitetura e ligação com a Igreja Católica. A cripta localizada embaixo da igreja foi inundada na semana passada pela segunda vez em toda a sua história. Muitos temem que as inundações prejudiquem ainda mais as colunas que sustentam o prédio.

Mural do Banksy

Banksy pintou em maio a imagem de uma jovem refugiada segurando uma espécie de sinalizador em resposta ao “Barca Nostra”, uma embarcação naufragada e recuperada, dedicada aos centenas de imigrantes que morreram na tentativa de cruzar o Mar Mediterrâneo em 2015. A obra está localizada no Rio di Ca Foscari, no coração de Veneza.

Palácio Gritti

Ao longo do Grande Canal, o Palácio Gritti é famoso por receber visitas de peso, como políticos e celebridades. A antiga residência é hoje um hotel de luxo. As recentes inundações levaram os administradores a esvaziarem o local. Muitos tapetes e cadeiras tiveram de ser empilhados para que não fossem atingidos pelas águas.

Livraria Acqua Alta

Anos de constantes inundações levaram a Livraria Acqua Alta a armazenar sua vasta coleção em banheiras, caixas à prova d’água e grandes gôndolas. Mas mesmo este local, que foi construído já com o potencial de inundação em mente, não poderia prever os eventos recentes. Centenas de livros foram perdidos na loja descrita por turistas como uma das mais bonitas do mundo.

Grande Canal

O corredor do Grande Canal é um dos pontos mais icônicos de Veneza e passa por locais como o Palácio de Doge, os Jardins Reais e a Ponte Rialto. A combinação de lua cheia e ventos fortes elevaram o nível do mar nos canais da cidade. 

Palácio de Doge

O local oferece a seus visitantes história e uma visão por dentro da “cidade da lagoa”. Sua geografia central faz dele uma das atrações mais visitadas por milhares de turistas que viajam a Veneza. / W.POST

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.