Inundações já fizeram 93 mortos na China

O número de mortos nas inundações causadas pelas chuvas no sul da China subiu para 93, com a confirmação de 24 novas vítimas nas últimas horas, informa neste sábado o jornal China Daily.Além disso, 560 mil pessoas foram evacuadas e cerca de 12 milhões ficaram desabrigadas em nove divisões administrativas da região meridional, confirmou o Ministério de Assuntos Civis.As inundações deste ano já causaram prejuízos diretos de US$ 957,5 milhões. O primeiro-ministro Wen Jiabao exigiu a adoção de medidas para "manter os danos pessoais e materiais no menor nível possível". A província de Fujian, no litoral sudeste, continua sendo a mais afetada. Foram 45 mortes desde 28 de maio, a maioria na bacia do Rio Min, que sofre as piores inundações dos últimos 20 anos.Para reparar os danos, os ministérios de Assuntos Civis e Finanças concederam às autoridades provinciais uma ajuda de US$ 5 milhões. Na província de Guangxi, no litoral sul, 14 pessoas morreram e 112 mil foram evacuadas. A cidade de Wuzhou registrou 13 mortos e 24 feridos, além de 16 mil evacuados, após um temporal que durou oito horas.Ao mesmo tempo, o norte do país enfrenta uma das piores secas em décadas. Houve cortes no fornecimento de água para 7,34 milhões de pessoas. Também foram afetadas 6,75 milhões de cabeças de gado. No total, 8,6 milhões de hectares foram afetados pela seca na região autônoma da Mongólia Interior e nas províncias de Liaoning, Jilin e Heilognjiang, segundo o Escritório de Controle de Inundações e Seca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.