Inundações matam mais de 100 pessoas e isolam 4 mil na Índia

Equipes de resgate tentam chegar a áreas isoladas; no Nepal, 39 pessoas morreram

Agência Estado

20 Junho 2013 | 10h32

Soldados resgatam moradores do distrito de Uttarakhand. Foto: Efe    Dias depois de as chuvas de monções na Índia terem matado mais de 100 pessoas equipes de resgate usam helicópteros e subiam estradas nas montanhas para chegar a cerca de 4 mil pessoas que ficaram presas por causa de deslizamentos de terra num vale estreito, próximo a um templo hindu na região norte do Himalaia, informaram autoridades nesta quinta-feira.

Os helicópteros transportaram equipes de resgate e médicos, assim como equipamentos, comida e medicamentos para Kedarnath, no Estado de Uttrakhand, a cidade mais próxima do vale, disse o comodoro da Marinha Rajesh Prasad, que supervisiona as operações.

Segundo o porta-voz do Estado Amit Chandola, as autoridades ainda não conseguiram chegar a oito vilas, que podem ter sido devastadas pelas enchentes do final de semana nos distritos de Rudraprayag e Chamoli, os mais atingidos.

Segundo ele, o número oficial de mortos em Uttrakhand é de 105, mas acrescentou que "ainda não sabemos o que aconteceu com centenas de pessoas que vivem no local". Outras 17 pessoas morreram no desmoronamento de casas no Estado vizinho de Uttar Pradesh, disse o political R.L. Vishwakarma.

O funcionário público Rakesh Sharma disse que o número de vítimas fatais pode ser muito mais alto e chegar aos milhares de pessoas, mas só será possível fazer afirmações depois que toda a região tiver sido analisada.

Uma operação conjunta do Exército e da Força Aérea até agora retirou cerca de 14 mil pessoas que não conseguiam deixar a área, mas não é possível entrar em contato com cerca de 61 mil.

As enchentes destruíram estradas e mais de 20 pontes, provocaram o desmoronamento de 365 casas e danos parciais em outras 275 em Uttrakhand, declarou o governo do Estado. A maioria das pessoas que não conseguiu sair da região eram peregrinos hindus que visitavam quatro templos.

Nepal. Pelo menos 39 pessoas morreram por causa de deslizamentos de terra e enchentes provocadas pelas chuvas de monção em áreas remotas do Nepal, informou um funcionário do governo.

"Até agora, 39 pessoas em todo o país morreram em deslizamentos de terra e enchentes", disse Laxmi Prasad Dhakal, chefe do Centro Nacional de Operações de Emergência, que monitora desastres naturais no Nepal.

O número de vítimas  deve aumentar, já que 18 pessoas continuam desaparecidas. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
ÍndiaNepalmonçãochuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.