Inundações na Tailândia matam 21 pessoas, milhares ficam ilhados

Inundações e deslizamentos de terra no sul da Tailândia já mataram 21 pessoas, enquanto milhares de turistas estão ilhados e a situação ameaça atrasar os embarques de borracha da maior produtora de borracha do mundo, disseram autoridades nesta quarta-feira.

AMBIKA AHUJA, REUTERS

30 de março de 2011 | 09h39

Trens com acesso à região foram cancelados e três aeroportos foram fechados, entre eles o aeroporto da ilha turística de Koh Samui. Turistas estrangeiros também foram afetados em colônias de férias em Krabi e Koh Phangan.

A Marinha tailandesa retirou cerca de 1.200 pessoas de Koh Samui e Koh Tao, uma ilha remota e muito visitada por mochileiros.

Quatro embarcações, incluindo um navio de desembarque anfíbio, com dois helicópteros a bordo, foram enviados pela Marinha para entregar mantimentos e socorrer turistas e moradores nas áreas gravemente afetadas.

"A expectativa é de mais chuva nos próximos dias", afirmou um ministro do gabinete do primeiro-ministro, Satit Wongnongtoey, à Reuters.

Quase um milhão de pessoas já foram afetadas pelas fortes chuvas em toda a região.

Deslizamentos de terra foram registrados na província de Krabi, e ao menos 10 pessoas foram mortas em um vilarejo, enquanto ao menos mais 10 ficaram estão desaparecidas.

Tudo o que sabemos sobre:
TAILANDIAINUNDACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.