Inundações na Turquia já mataram 33 pessoas

Já são 33 as pessoas mortas na Turquia por causa das inundações provocadas pelas intensas chuvas dos últimos três dias em várias regiões do país, segundo a imprensa local. As últimas mortes aconteceram na província de Batman, no sudeste do país. Dez pessoas, entre elas sete crianças, morreram na quarta-feira à noite, e outras sete foram hospitalizadas, informou nesta quinta-feira a agência de notícias Anatolia. A agência explicou que o Rio Iluh, que atravessa a cidade de Batman, capital da província do mesmo nome, transbordou à noite e inundou várias casas em quatro bairros da localidade, que ainda estão cobertos pela água. As operações de resgate continuam. O vice-governador, Erol Karaomeroglu, informou que as escolas ficarão fechadas até segunda-feira, por precaução. As estradas que unem a capital com Diyarbakir, Hasankeyf e Siirt foram cortadas ao tráfego. Vários viajantes ficaram presos na estrada entre Batman e Hasankeyf. Os meteorologistas afirmam que as intensas chuvas devem continuar castigando as províncias do sudeste do país. Na quarta-feira morreram 23 pessoas nas províncias de Diyarbakir, Kirnak e Kilis, todas no sudeste da Turquia, segundo a imprensa.

Agencia Estado,

02 Novembro 2006 | 06h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.