Inundações no Camboja deixam quatro mortos e 40 mil deslocados

Quatro pessoas morreram e quarenta milabandonaram suas casas no Camboja devido às inundações ocorridas após vários dias de chuvas torrenciais, informaram nesta sexta-feira asautoridades cambojanas. As mortes ocorreram nas províncias de Kampong Speu e Kampôt, nosul do país. O subdiretor do Comitê Nacional de Desastres do Camboja, NhimVanda, informou que várias estradas estão intransitáveis e quemilhares de cambojanos tiveram que deixar suas casas em busca delocais seguros. Das 40.000 pessoas deslocadas, 30.000 estão emabrigos em Kampôt. Vanda disse que a situação nas províncias de Ratankiri eMondulkiri, no norte, também é crítica e há problemas para obterinformações da região devido às dificuldades de comunicação. A província de Preah Vihear, no nordeste, na fronteira com aTailândia, está isolada devido à queda de uma ponte da estradaNacional. As autoridades temem que tenham ocorrido graves danos ao setoragrário na província de Battambang, considerada a despensa de arrozdo país. Vanda acrescentou que a Cruz Vermelha está distribuindo aosdesabrigados alimentos, remédios e roupa. A estação chuvosa no Camboja termina normalmente em novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.