Nozomu Endon/Kyodo News via AP
Nozomu Endon/Kyodo News via AP

Inundações no Japão deixam mortos e feridos

Nas províncias de Hiroshima e de Oita, no sul do país, nunca havia chovido tanto

O Estado de S.Paulo

06 Julho 2017 | 01h58

TÓQUIO - Equipes de bombeiros do Japão socorrem nesta quinta-feira, 6, para resgatar famílias ilhadas pelas inundações que causaram a morte de duas pessoas no sul do país. Ainda há quatro pessoas feridas e onze desaparecidas. 

As chuvas danificaram casas, estradas e plantações de arroz, segundo autoridades da província Fukuoka, na ilha de Kyushu, a terceira maior do país. Havia alertas de precipitações intensas em grande parte de Kyushu depois da passagem do tufão Nanmadol há dois dias. 

A rede de televisão nacional NHK informou que um homem morreu na província de Oita, sem mais detalhes do incidente. Outro homem, de 93 anos, teria morrido após ser arrastado pelas águas, disse a polícia. Seu cadáver foi encontrado na quarta-feira em Asakita, na província de Hiroshima, que fica na ilha de Honshu, a maior do país.

Imagens transmitidas pela televisão mostravam arrozais e casas inundadas após um rio transbordar, arrastando consigo veículos e destruindo dezenas de imóveis, estradas e pontes. A Agência Meteorológica do Japão disse que Fukuoka e Oita registraram chuvas sem precedentes. / AP

Mais conteúdo sobre:
TÓQUIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.