EFE/Alberto Ortiz
EFE/Alberto Ortiz

Investigações estão atrasadas na Argentina

Cristina Kirchner tem muitos problemas na Justiça, não só vinculados à Odebrecht

Sergio Berensztein*, consultor político , O Estado de S.Paulo

15 Julho 2017 | 05h00

"Na Argentina, as investigações estão muito atrasadas. Cristina Kirchner tem muitos problemas na Justiça, não só vinculados à Odebrecht. Seu eleitorado, porém, é tão fiel que não se importa com as denúncias. Cristina disputará uma vaga no Senado, em outubro, e há risco de que ela, caso eleita, seja cassada ou perca a imunidade parlamentar. 

Para o presidente Mauricio Macri, as coisas são um pouco diferentes. A maioria das obras realizadas quando ele era prefeito de Buenos Aires foi financiada pelo governo federal. No entanto, a empresa do pai dele teve negócios com a Odebrecht. Não há registros de que a empreiteira tenha se envolvido com obras durante sua gestão na capital, mas não se sabe ainda se houve doações à campanha dele de olho em projetos futuros." 

*Depoimento ao repórter Luiz Raatz 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.