Investigadora da ONU culpa governo sudanês por massacre

Uma importante investigadora das Nações Unidas lançou um relatório contundente que culpa o governo do Sudão por atrocidades contra cidadãos do país que vivem na região de Darfur. ?Está acima de qualquer dúvida que o governo do Sudão é responsável por execuções sumárias e extrajudiciais de um grande número de pessoas ao longo dos últimos meses na região de Darfur, bem como no Reino Shilook, no Estado do Alto Nilo?, diz Asma Jahangir.O relatório se baseia numa visita de 13 dias feita pela inspetora à região, em junho. ?O atual desastre humanitário em curso em Darfur, pelo qual o governo é amplamente responsável, pôs milhões decivis em risco, e é muito provável que muitos venham a morrer nos próximos meses como resultado de fome e doenças?, afiram Jahangir, uma advogada paquistanesa.O governo dos Estados Unidos e a ONU já acusaram o governo do Sudão de apoiar a principal milícia envolvida na crise, conhecida como janjaweed. O governo em Cartum nega envolvimento, mas Jahangir diz que há ?evidências esmagadoras? de que a matança ocorre ?de modo coordenado entre as forças armadas do governo e as milícias apoiadas pelo governo?.A escala dos crimes é tal que eles ?poderão se constituir em crimes contra a humanidade, pelos quais o governo do Sudão terá ade carregar a responsabilidade?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.