Irã acusa EUA de espionagem

O serviço de inteligência iraniano acusou ontem os Estados Unidos de terem enviado três espiões para o Irã ilegalmente, em julho. O trio está detido há nove meses aguardando julgamento e a Casa Branca teme que a libertação ou a execução do grupo possa ser usada como moeda de troca num possível confronto político e diplomático em torno do programa nuclear do presidente Mahmoud Ahmadinejad, que, segundo Washington, tem finalidades militares ocultas. Os parentes dos três homens detidos dizem que eles faziam uma caminhada pela região curda do norte do Iraque, quando, inadvertidamente, cruzaram a fronteira com o Irã. A TV estatal iraniana mostrou ontem o ministro da inteligência iraniana, Heidar Moslehi, dizendo ter "evidências verossímeis" de que o grupo trabalha para a CIA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.