Irã adverte que reagirá a possíveis ataques de Israel

O porta-voz do Ministério de Exteriores iraniano, Mohamad Ali Hosseini, assegurou neste sábado que o Irã continuará fazendo parte da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e que não deve suspender sua colaboração com o organismo. Com estas declarações, Ali Hosseini parece contradizer os outros responsáveis iranianos, que haviam ameaçado revisar a colaboração e até avinculação do Irã à AIEA."A colaboração de Teerã com a organização continuará tal como antes", ressaltou, segundo a agência Mehr. No entanto, Ali Hosseini disse que, "caso haja circunstâncias especiais, o Irã poderá tomar outras decisões".O porta-voz também afirmou que o Irã responderá imediatamente a qualquer ataque contra suas usinas nucleares: "Qualquer tentativa contra a República Islâmica do Irã não ficará sem resposta, e o invasor se arrependerá de seus atos".Ali Hosseini se referia às advertências feitas por Israel, argumentando que as atividades nucleares do Irã são "pacíficas". O porta-voz acrescentou que, se há alguém que constitui uma ameaça para a paz e a segurança na região, esse alguém é Israel.Quanto às recentes declarações da presidente do Congresso dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, sobre a necessidade de dar maior papel à Síria e ao Irã nas negociações regionais, Hosseini disse que Teerã ará sua postura oficial assim que conhecer a postura oficial, transparente e pública do próprio Governo de Washington.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.