Irã alerta oposição sobre confrontos se houver protestos

A Guarda Revolucionária, uma força de elite do regime iraniano, advertiu manifestantes da oposição para que não realizem um novo protesto contra o governo. Ativistas da oposição convocaram protestos para coincidir com manifestações respaldadas pelo governo. As passeatas oficiais marcarão o dia de Quds, dedicado a condenar Israel e demonstrar apoio aos palestinos. Esse dia ocorre sempre na última sexta-feira do Ramadã, um mês sagrado para os muçulmanos. Neste ano, a data será celebrada amanhã. A Guarda Revolucionária afirma que, caso os manifestantes "tentem qualquer tipo de violação ou desordem", eles encontrarão "forte confrontação". O comunicado foi divulgado hoje agência estatal Irna.

AE-AP, Agencia Estado

17 de setembro de 2009 | 15h33

A oposição iraniana afirma que o governo fraudou os resultados da eleição de 12 de junho, que resultaram na reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad. Dezenas de pessoas morreram nos protestos realizados após o pleito. Não ocorreu um grande protesto da oposição desde o meio de julho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.