Irã anunciará condições para diálogo na semana que vem

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou hoje que seu país revelará na semana que vem as condições para o diálogo com as potências mundiais sobre seu programa nuclear. No último dia 9, o Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) impôs uma quarta rodada de sanções contra Teerã por seu programa nuclear.

AE, Agência Estado

24 de junho de 2010 | 10h42

"A República Islâmica do Irã irá na semana que vem anunciar suas condições para negociações com países que impuseram uma resolução com sanções contra o Irã", afirmou Ahmadinejad, segundo o site da televisão estatal. As potências ocidentais temem que o país persa busque secretamente produzir armas nucleares. Teerã, porém, alega ter apenas fins pacíficos.

Logo após a aprovação das sanções, as potências mundiais e a União Europeia (UE) pediram que o Irã negociasse sobre o tema, defendendo uma estratégia em duas vias para lidar com a questão - a possibilidade de sanções, mas também o diálogo.

Segundo Ahmadinejad, a oferta de diálogo mostra que "esses países que estão ameaçando a nação iraniana estão com medo, mas o Irã irá neutralizar suas ameaças". Além das sanções na ONU, Estados Unidos e a UE impuseram sanções unilaterais contra o Irã por causa do impasse nuclear. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.