Irã apoia extensão das negociações do programa nuclear

O presidente do Irã apoiou a extensão das negociações sobre o programa nuclear iraniano com potências mundiais em Viena. Hasan Rouhani disse que seria do interesse de todos se as conversas forem além do prazo de 20 de julho, segundo informou a agência estatal de notícias IRNA.

AE, Agência Estado

17 Julho 2014 | 22h45

As negociações têm como objetivo frear o programa atômico do Irã. Em troca, o grupo de países conhecido como P5+1 (China, EUA, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) promete o fim de sanções relacionadas ao programa.

Os negociadores debatem há semanas um plano que ao mesmo tempo evite o Irã de construir uma arma atômica e que permita o desenvolvimento pacífico do programa energético nuclear. Os termos de um acordo enfrentam diferenças que não devem ser resolvidas até o prazo de domingo. "O que nós procuramos nas negociações é uma situação ganha-ganha, que seria do interesse de todos", afirmou Rouhani.

Hoje, o presidente Barack Obama disse que houve progresso em várias áreas das negociações, mas alertou que ainda há diferenças significativas e que é preciso mais trabalho para finalizar um acordo. Obama disse que irá consultar o Congresso e aliados para determinar se o prazo de 20 de julho precisa ser ampliado.

Os principais pontos em aberto envolvem o enriquecimento de urânio, que pode ser utilizado tanto como combustível dos reatores para energia nuclear como para a produção de ogivas nucleares. Rouhani declarou que o Irã tem flexibilidade nesse assunto, mas afirmou que o governo não abrirá mão de uma parcela mínima no direito de enriquecer urânio pacificamente. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Irãnuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.