Brendan Mcdermid/Reuters
Brendan Mcdermid/Reuters

Irã diz ter ativado novas centrífugas de enriquecimento de urânio

Anúncio coincide com as negociações em Viena entre o Irã e os demais estados que fazem parte do acordo de 2015 sobre como reintegrar os Estados Unidos ao pacto

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2021 | 07h19

TEERÃ - O Irã anunciou neste sábado, 10, a entrada em operação de novos conjuntos de modernas centrífugas que permitirão enriquecer mais rapidamente o urânio, cujo uso é proibido pelo acordo internacional sobre seu programa nuclear assinado em 2015. 

O presidente do país, Hassan Rouhani, inaugurou um conjunto de 164 centrífugas do tipo IR-6 e 30 IR-5, instaladas no complexo de Natanz, no centro do Irã, em cerimônia de videoconferência transmitida pela televisão estatal. 

A televisão não transmitiu imagens das centrífugas, mas engenheiros de jaleco branco disseram, depois de receber a encomenda de Rohani, que começaram a receber urânio gasoso. 

Os anúncios coincidem com as negociações em Viena entre o Irã e os demais estados que fazem parte do acordo de 2015 - China, França, Alemanha, Grã-Bretanha e Rússia - sobre como reintegrar os Estados Unidos ao pacto. 

Na quarta-feira, 7, Rouhani declarou que "um novo capítulo" foi aberto a partir das negociações em Viena entre Teerã e a comunidade internacional para tentar salvar o acordo sobre o programa nuclear iraniano, enfraquecido desde que os Estados Unidos o abandonaram unilateralmente, em 2018 e restabeleceu as sanções econômicas e financeiras contra o Irã. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.