Irã bloqueia acesso ao Facebook

Em uma aparente tentativa de calar opositores um mês antes da eleição presidencial, o governo do Irã bloqueou ontem o acesso no país ao site de relacionamentos Facebook. Blogs e sites, como o Facebook, tornaram-se uma importante ferramenta de campanha do principal candidato opositor, o reformista Mir Hossein Mousavi, que tenta mobilizar os jovens para a votação marcada para 12 de junho. "Todos os veículos de mídia que sejam vistos como prejudiciais ao presidente Mahmoud Ahmadinejad correm o risco de serem fechados", afirmou Shahab Tabatabaei, principal conselheiro de Mousavi. "Limitar os competidores é assunto de alta prioridade para o governo", disse. Autoridades iranianas frequentemente bloqueiam sites e blogs que considerem uma "ameaça" ao regime islâmico". Mas o governo de Ahmadinejad não se pronunciou oficialmente sobre o caso. "Ficamos desapontados quando soubemos do bloqueio, especialmente agora, quando os eleitores estão usando a internet como fonte de informação", disse um porta-voz do Facebook.

AP, O Estadao de S.Paulo

25 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.