Irã começa enriquecimento de urânio a 20% na 3ªF

O Irã anunciará na segunda-feira à Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA, na sigla em inglês) seus planos para enriquecimento de Urânio no grau de 20%, afirmou hoje o chefe de energia atômica Ali Akbar Salehi à TV estatal do país, Al-Alam. Ele acrescentou que o processo começará já na próxima terça-feira.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

07 de fevereiro de 2010 | 21h10

"Informaremos a IAEA, em uma carta a ser enviada amanhã, sobre nossas intenções de enriquecer urânio a 20%", disse Salehi. "O enriquecimento maior começará depois de amanhã (terça-feira) na planta de Natanz", acrescentou, referindo-se a cidade da província central de Isfahan.

Os comentários de Salehi vieram à tona algumas horas depois de o presidente Mahmoud Ahmadinejad ter ordenado a ele que iniciasse as operações de maior enriquecimento de urânio. O movimento elevou os riscos da disputa com o Ocidente.

Alguns dias atrás, o Irã havia sinalizado aceitar um acordo nuclear proposto pela União Europeia, por meio do qual enviaria seu urânio pouco enriquecido para que o processo de enriquecimento fosse realizado em outros países. As potências mundiais temem que Teerã queira enriquecer urânio a níveis muito elevados para utilização em programa de armas nucleares. Mas o Irã insiste que seu enriquecimento nuclear tem fins pacíficos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãenriquecimento de urânio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.