Irã comemora aniversário de ataque a embaixada dos EUA

Milhares de estudantes iranianos começaram neste sábado uma concentração em frente à antiga embaixada dos Estados Unidos em Teerã para comemorar o aniversário do assalto da sede diplomática, em 1979, informou a televisão iraniana. A emissora destacou que "milhares de estudantes" marcharam, gritando "morte aos EUA" desde o início da manhã, seguindo em direção à antiga sede diplomática, no centro da cidade. O protesto marca o início dos atos de comemoração do 4 de novembro, que o regime iraniano considera o Dia contra a Arrogância Mundial. Em 4 de novembro de 1979, um grupo de estudantes revolucionários seguidores do aiatolá Khomeini tomou a embaixada americana em Teerã, alegando que era um "ninho de espiões". Eles fizeram 52 reféns, e os mantiveram presos por 444 dias. O resultado foi o rompimento definitivo das relações entre Irã e EUA. A data também lembra outros dois eventos fundamentais na história da Revolução Iraniana. Em 4 de novembro de 1964, o aiatolá Khomeini, que depois se tornaria o Líder Supremo, se exilou no Iraque, devido à perseguição do regime do Xá de Pérsia. Um ano antes do ataque à embaixada, vários estudantes iranianos morreram durante uma manifestação contra o Governo do Xá. Por isso, o dia 4 de novembro é também o Dia do Estudante no Irã.

Agencia Estado,

04 Novembro 2006 | 05h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.