Irã condena ex-ministro por ligação com protestos

A agência de notícias semioficial do Irã, a Isna, informou hoje que o ex-ministro de Relações Exteriores Mohsen Aminzadeh foi condenado a seis anos de prisão por "questões de segurança".

AE-AP, Agencia Estado

08 de fevereiro de 2010 | 15h24

A agência de notícias citou o advogado de Aminzadeh, Abbas Shiri, dizendo que seu cliente foi condenado por conspirar para "perturbar a segurança" e de espalhar propaganda contra o governo islâmico.

Aminzadeh ocupou o cargo durante o governo de Mohammad Khatami, entre 1997 e 2005. Ele figura entre os ex-funcionários mais graduados de um grupo de 100 pessoas em julgamento desde agosto por suas supostas participações nos protestos de rua após a disputada eleição presidencial de junho. A oposição convocou novas manifestações para a quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.