Irã confirma detenção de filho de Bin Laden

Forças iranianas de segurança prenderam umdos filhos do milionário saudita Osama bin Laden junto com outros suspeitos de ter ligações com o grupo Al-Qaeda.A informação, divulgada neste domingo pelo site do jornal britânico Financial Times, foi confirmada horas depois pelo governo iraniano, que informou ter entregado os detidos ao Paquistão.Islamabad não se pronunciou sobre o caso. De acordo com um porta-voz do governo iraniano, Abdollah Ramazanzadeh, o filho de Bin Laden "foi uma das 20 pessoas detidas e expulsas imediatamente dois meses atrás" por "entrarilegalmente" no país. "Quando as prendemos, não sabíamos que o filho de Bin Laden era uma delas."Nem o porta-voz nem o Financial Times informaram a identidade do filho de Bin Laden. Bin Laden tem pelo menos 23 filhos com diferentes mulheres. Um dos mais velhos, Saad bin Laden, que tem cerca de 22 anos, surgiu como um dos supostos líderes da Al-Qaeda.A versão oficial sobre o motivo da prisão difere daquela do Financial Times, segundo a qual o homem foi capturado com um grupo de pessoas suspeitas de terem ligação com a Al-Qaeda quefugiram do Afeganistão.O jornal citou o chanceler iraniano Kamal Kharrazi afirmando que o grupo tinha cerca de 250 suspeitos - não só 20, como disse Ramazanzadeh - e foi entregue a seus países de origem. No entanto, funcionários norte-americanos se mostraram céticos diante das informações sobre a prisão.Outro jornal britânico, o The Sunday Times, afirmou neste domingo que aesposa mais jovem de Osama bin Laden encontra-se vigiada em sua residência no Iêmen. A vigília começou depois de uma operação policial, ocorrida em outubro na casa de seu pai no Iêmen, queterminou em tiroteio.Funcionários norte-americanos também reiteraram que não sabem se Bin Laden está vivo ou morreu em uma das operações realizadas pelos Estados Unidos no Afeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.