Irã construirá mais dez usinas para enriquecer urânio

As informações foram divulgadas pela imprensa estatal. Medida é feito após críticas de agência da ONU.

BBC Brasil, BBC

29 Novembro 2009 | 15h12

O governo do Irã aprovou planos para construir dez novas usinas de enriquecimento de urânio, segundo informações veiculadas neste domingo pela imprensa estatal do país.

O governo pediu que a agência nuclear iraniana comece a trabalhar em cinco locais para a instalação das usinas. Outros cinco locais serão escolhidos nos próximos dois meses.

O anúncio foi feito dois dias depois que a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) - o braço da ONU para assuntos nucleares - aprovou uma resolução criticando o Irã por não revelar a existência de uma usina de enriquecimento de urânio próximo à cidade de Qom.

Países do Ocidente dizem que o Irã quer desenvolver armas nucleares, mas o governo do país argumenta que seu programa tem fins pacíficos.

O correspondente da BBC em Teerã, Jon Leyne, disse que o anúncio deste domingo é um ato desafiador do governo iraniano e que deve atrair ainda mais polêmica para o assunto.

Segundo o Irã, as novas usinas teriam tamanho semelhante a que já existe em Natanz.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, disse a seu gabinete de governo que o Parlamento ordenou que o Irã produza mais 20 mil megawatts de energia nuclear até 2020.

Neste domingo, a imprensa iraniana noticiou que o parlamento do Irã pediu a Ahmadinejad que seu governo reduza sua cooperação com a agência nuclear da ONU. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
Irã urânio enriquecimento nuclear agência ONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.