Irã corta até 20% de reservas em dólares devido às sanções

O presidente do banco central iraniano, Ebrahim Sheibani, declarou nesta terça-feira, 27, que seu país decidiu reduzir até 20% suas reservas de divisas em dólares para investir em outras moedas estrangeiras como o euro. A ação vem em "resposta à hostilidade" dos Estados Unidos contra o Irã.Sheibani, citado pelas agências iranianas, informou que aeconomia do país pode suportar as sanções aprovadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas e ressaltou que dispõe de reservas de divisas para enfrentar qualquer contingência."Em dólares, hoje, temos um nível mínimo, em torno de 20%, porque é o que precisamos manter", disse.Ele considerou "simbólicas" as novas sanções da ONU. "Não acho que tenham ou possam ter nenhum efeito sobre a economia iraniana porque estão limitadas a algumas áreas, que não estão muito relacionadas à nossa economia", opinou.Sem oferecer dados sobre o volume das reservas de divisas do Irã, o presidente do banco central disse que se encontram num nível máximo e que permitem enfrentar perfeitamente operações de dívida.Nos últimos tempos o Irã vem reduzindo progressivamente aproporção de dólares em suas reservas de divisas, passando para outras moedas estrangeiras como euros."Estamos diversificando nossas reservas em diferentes moedas",explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.