Irã criou ´Estado xiita´ dentro do Iraque, diz estudo saudita

O Irã criou um "Estado xiita dentro de um Estado" no Iraque, com apoio logístico a grupos armados e fundos para programas sociais, disse reportagem do jornal Washington Times nesta segunda-feira, citando um relatório de segurança comissionado pelo governo saudita.O relatório de 40 páginas afirma que forças militares iranianas estão fornecendo armas e treinamento para milícias xiitas e que Teerã está dando apoio ativo a políticos pró-Irã, de acordo com o jornal. "Onde os americanos fracassaram, os iranianos entraram", disse a publicação, citando o relatório.As conclusões foram enviadas ao governo saudita em março, mas não foram divulgadas publicamente, segundo o jornal.O relatório descreveu a organização Badr, braço armado do maior partido no governo do Iraque, o SCIRI, como "veículo chave que o Irã está usando para atingir seus objetivos de segurança militar e de inteligência".Em detalhes sobre a insurgência sunita, líderes tribais disseram, segundo o relatório, que o levante é dirigido principalmente por ex-comandantes e autoridades militares de alto nível do governo do Partido Baath, que foi desmantelado.O relatório conclui que, devido a laços históricos, "a Arábia Saudita tem uma responsabilidade especial de garantir a continuidade do bem-estar e da segurança dos sunitas no Iraque", disse o Times.O texto recomenda que o governo saudita prepare uma estratégia para lidar com o pior cenário, que envolveria uma guerra civil total, e compartilhe o relatório com os Estados Unidos.O estudo foi compilado pelo Projeto Nacional Saudita de Avaliação de Segurança, que é um grupo contratado para fazer avaliações de segurança e inteligência ao governo saudita, ainda de acordo com o jornal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.