Irã critica Hillary por apoiar manifestações da oposição

Para chancelaria iraniana, protestos visam livrar Oriente Médio dos EUA e de Israel

Efe,

15 de fevereiro de 2011 | 12h43

TEERÃ - O governo do Irã criticou nesta terça-feira, 15 a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, por ter apoiado os protestos da oposição iraniana, reprimidos na segunda-feira pelo regime dos aiatolás.

Veja também:

especial Infográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: veja imagens dos protestos

O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores iraniano, Ramin Mehmanparast, disse que Washington interpreta de forma errônea o que ocorre no Oriente Médio. Segundo ele, a região deseja livrar-se dos Estados Unidos e de Israel.

"Os comentários que fazem os responsáveis norte-americanos estes dias emanam da confusão devido às mudanças que se estão ocorrendo na região", afirmou, em sua habitual entrevista coletiva semanal.

"Essas mudanças infligem um dano aos interesses dos poderes dominantes e daqueles que respaldam o sionismo. Com este tipo de declarações unicamente tentam ocultar este fato", acrescentou o porta-voz.

A oposição iraniana retomou a rua na segunda-feira após meses silenciada com uma manifestação de apoio às revoltas do norte da África, que foi ilegalizada pelas autoridades e reprimida pelas Forças de Segurança.

Leia ainda:

link Parlamentares do Irã pedem pena capital para líderes da oposição

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.