Irã critica Rússia por cancelar venda de mísseis

A credibilidade da Rússia como fornecedor de armas foi minada após a decisão do país de cancelar um contrato para entregar mísseis antiaéreos S-300 ao Irã, informou a agência iraniana de notícias Fars nesta segunda-feira, citando o ministro da Defesa Ahmad Vahidi.

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2010 | 11h16

"Eles mostraram com esse ato que não são dignos de confiança, o que, é claro, nós já sabíamos", afirmou Vahidi no domingo. "Esse foi um grande escândalo para eles, que mostraram não ser capazes de manter sua independência, mesmo lidando com um assunto simples."

Vahidi também disse que o Irã não construirá sua própria versão do S-300, mas em vez disso produzirá "um sistema de defesa de longo alcance similar ao S-300 em alcance". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãsançõesRússiamísseiscríticas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.