Irã denuncia espionagem em usinas

O Irã adotou uma série de medidas para impedir que suas instalações nucleares sejam espionadas pelos países ocidentais, disse ontem o chefe do programa nuclear iraniano, Ali Akbar Salehi, em entrevista à agência iraniana FARS. Ele admitiu que funcionários da Organização Iraniana de Energia Atômica (OIEA) aceitaram melhores empregos e salários no exterior em troca de informações sobre o programa nuclear.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.