Irã deporta refugiados afegãos

As autoridades iranianas deportaram hoje para o Afeganistão dezenas de refugiados afegãos. A medida se insere no âmbito das tentativas do governo de Teerã para conter o fluxo de refugiados afegãos para o Irã. Desde o início dos ataques anglo-americanos, no domingo, ônibus com afegãos a bordo, rumando para o Afeganistão, têm passado pelo posto de controle de Dogharoun, a cerca de 250 quilômetros a sudeste de Mashhad. A maior parte dos afegãos parece ser formada por aqueles que foram recentemente detidos, depois de entrarem ilegalmente no Irã. "Tenho tanto medo da guerra, não quero voltar", afirmou Nazgol Mazari, de 29 anos. Ele foi detido ao ingressar no Irã duas semanas atrás, depois de ter deixado sua casa em Herat, no Afeganistão. O Irã fechou a fronteira com o Afeganistão para deter uma possível onda de refugiados. No entanto, funcionários iranianos prometeram ajudar os afegãos no outro lado da fronteira e reservaram cinco hospitais para cuidar dos possíveis civis feridos. Mais de 2 milhões de refugiados afegãos já vivem no Irã. Outros 1,5 milhão estão no Paquistão. Os dois países insistem em afirmar que não podem lidar com um êxodo de afegãos, que fogem dos ataques anglo-americanos contra o Afeganistão. Leia o especial

Agencia Estado,

10 Outubro 2001 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.