Irã descarta proposta russa para enriquecimento de urânio

Uma alta autoridade iraniana afirmou que a proposta de criar uma empresa em solo russo para enriquecer urânio para o Irã está "morta", depois que a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) decidiu encaminhar o programa nuclear da República Islâmica ao Conselho de Segurança das nações Unidas."Não há razão adequada para levar adiante o plano russo", disse Javad Vaeidi, chefe adjunto do poderoso Conselho de Segurança Nacional, em uma entrevista por telefone. "O enriquecimento de urânio em escala comercial será retomado em Natanz, de acordo com a lei aprovada pelo Parlamento", disse Vaeidi.O governo russo havia proposto que o Irã mudasse seu plano e transferisse o enriquecimento de urânio em larga escala para território da Rússia, a fim de apaziguar as preocupações da comunidade internacional, que teme que o regime iraniano use a tecnologia para criar armas atômicas.Já um importante diplomata russo declarou que a decisão da AIEA ajudará a levar o Irã a cooperar mais com as inspeções internacionais, segundo a agência de notícias RIA Novosti. Grigory Berdennikov, enviado da Rússia à AIEA, havia dito, após a votação que remeteu o caso iraniano ao Conselho de Segurança, que o Irã não tinha descartado a proposta russa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.