Irã: 'Desejos dos EUA não vão se concretizar'

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse hoje ser improvável que "os desejos dos Estados Unidos se concretizem" na próxima fase das negociações sobre o programa nuclear iraniano.

AE, Agência Estado

05 de fevereiro de 2014 | 13h37

Em entrevista coletiva concedida hoje em Teerã, Javad Zarif observou que os EUA querem que o Irã desista de componentes importantes de seu programa nuclear, "mas é improvável que esses desejos se tornem reais e é por isso que eles estão negociando com a República Islâmica do Irã uma solução baseada na realidade".

O Irã interrompeu em 20 de janeiro a produção de urânio enriquecido a 20% e começou a neutralizar seus estoques. Em contrapartida, os EUA e a União Europeia (UE) aliviaram parcialmente as sanções ao Irã.

Tais ações deram início a um prazo de seis meses durante os quais o Irã e o grupo de seis potências formado por Alemanha, China, EUA, França, Reino Unido e Rússia buscarão um acordo definitivo sobre os rumos do programa nuclear iraniano. A nova fase de negociações terá sua primeira rodada em 18 de fevereiro. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãnuclearEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.