Irã desmonta redes de espionagem e detém 20 pessoas

Os órgãos de segurança iranianos anunciaram nesta segunda-feira, 9, o desmantelamento de "cinco redes de espionagem" e a detenção de vinte pessoas, incluindo vários estrangeiros, na província de Kermanshah, no oeste do país.A agência iraniana de notícias Irna, que cita o diretor de segurança da citada província, general Karimi, não precisou quando foram feitas as detenções, nem revelou as nacionalidades dos estrangeiros detidos."Os membros dessas redes de espionagem recebiam ordens dos serviços de espionagem inimigos", disse a fonte.Além disso, disse que os detidos "tinham obtido treinamento (para reunir informação) sobre alvos econômicos, políticos, sociais e culturais dentro do Irã".Karimi disse que, por enquanto, não dará mais detalhes sobre as detenções e as investigações, por "razões de segurança".No final de maio, o Irã tinha anunciado o desmantelamento de "várias redes de espionagem", e garantido que "atuavam a favor das forças de ocupação no Iraque", em referência aos Estados Unidos, país com o qual Teerã não tem relações diplomáticas há 27 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.