Irã deu lista de supostos membros da Al-Qaeda à ONU

O Irã anunciou ter entregue ao Conselho de Segurança da ONU uma lista com os nomes de 225 suspeitos de pertencerem à rede terrorista Al-Qaeda, liderada por Osama bin Laden, mas não deu detalhes sobre a identidade dos homens, já extraditados para seus países de origem. O governo iraniano não informou quantos permanecem nas prisões do país, alegando "razões de segurança". O porta-voz da Chancelaria, Hamid Reza Asefi, procurou dissipar as especulações de que um filho de Bin Laden e outros dirigentes da organização estariam entre os detidos, como vem reportando há meses a imprensa local e internacional. "Tais notícias são baseadas em especulação e rumores", disse Asefi. "Nós entregamos os nomes de 78 suspeitos devolvidos para seus países. No mês passado passamos os nomes de outros 147 que entraram no Irã e foram presos e extraditados." Uma equipe da Agência Internacional de Energia Atômica chega amanhã a Teerã para comprovar a veracidade das informações prestadas pelo país sobre seu programa nuclear.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.