Irã deve libertar jornalistas dos EUA, diz advogado

A jornalista norte-americana Roxana Saberi deve ser libertada hoje, após um tribunal de apelações do Irã suspender sua sentença de oito anos de prisão. A informação foi dada pelo advogado de Roxana. A repórter, de 32 anos, foi condenada no mês passado por supostamente espionar para os Estados Unidos. Um tribunal de apelações discutiu o caso dela ontem.

AE-AP, Agencia Estado

11 de maio de 2009 | 09h00

Abdolsamad Khorramshahi, advogado da jornalista, disse que o tribunal informou que a condenação foi reduzida para uma sentença de dois anos, com direito a suspensão. Ou seja, a repórter, também cidadã iraniana, só cumpriria a pena se reincidisse. O advogado afirmou que Roxana "será liberada hoje". O caso é um ponto de discórdia nas relações entre Irã e EUA, no momento em que o governo de Barack Obama afirma querer dialogar com Teerã. O caso também foi alvo de condenação por entidades que defendem a liberdade de imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãjornalistaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.