Irã deve permitir vistorias em suas instalações nucleares

O governo do Irã anunciou nesta segunda-feira que vai cooperar com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). O vice-presidente do país, Gholamreza Aghazadeh, disse que o Irã vai ?negociar com a agência? para permitir vistorias plenas nas suas instalações e sobre suas atividades nucleares. A AIEA deu um ultimato ao país na semana passada, estabelecendo o dia 31 de outubro como prazo para o Irã provar que não produz armas atômicas. Em novembro, o conselho da agência vai determinar se o Irã cumpre com as obrigações do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares. Se Teerã for classificada como violadora do tratado, o Conselho de Segurança da ONU pode ser acionado. A resposta oficial do governo do Irã à resolução da AIEA deve ser dada em alguns dias. Mas depois das sinalizações de hoje, é pouco provável que Teerã volte a endurecer sua posição e siga o exemplo da Coréia do Norte, que assumiu que desenvolve um programa nuclear com fins militares. ?Estamos estudando a resolução e vamos respondê-la oficialmente em alguns dias?, disse o vice-presidente iraniano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.