Irã diz que atuará de modo 'positivo' na questão nuclear

O governo iraniano afirmou hoje que manterá uma abordagem "positiva" durante a próxima rodada de negociações de seu programa nuclear com os membros do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) - Grã-Bretanha, Rússia, França, China e Estados Unidos - mais a Alemanha, o chamado "sexteto". A reunião deve ocorrer ainda este mês.

AE, Agencia Estado

05 de outubro de 2009 | 13h33

Um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores reiterou que o programa nuclear do país persa tem apenas fins pacíficos. Para países como EUA e Israel, Teerã busca secretamente produzir armas nucleares. Na semana passada houve a primeira reunião sobre o tema em 15 meses. "Nós acreditamos que (o encontro) é construtivo, pelo fato de que as negociações estão avançando", afirmou o porta-voz. "Nós não vemos razões para estarmos pessimistas."

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed ElBaradei, visitou o país no fim de semana. "ElBaradei elogiou a cooperação do Irã", disse o porta-voz. O diretor-geral informou que haverá uma visita de inspetores da AIEA, no dia 25, a uma nova planta nuclear em construção pelo Irã perto da cidade sagrada de Qom. Segundo ele, a controvérsia sobre o programa nuclear iraniano será resolvida por meio do "diálogo". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
programa nuclearIrãONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.