Irã diz que chega a 11 número de peregrinos iranianos mortos no Iraque

O número de peregrinos iranianos mortos no atentado cometido nesta quinta-feira com um carro-bomba na cidade iraquiana de Kufa chegou a onze, segundo a agência iraniana de notícias Irna. A fonte informou que entre os cerca de 40 feridos na explosão há pelo menos 22 iranianos. A Irna cita como fontes representantes da embaixada iraniana que visitaram os feridos em três hospitais de Kufa e da cidade vizinha de Najaf, ao sul de Bagdá. Estas cidades são sagradas para a comunidade xiita, majoritária no Iraque e no Irã.O atentado ocorreu por volta das 7h30 (1h30 em Brasília), quando os peregrinos iranianos estavam se dirigindo ao mausoléu de Haitham al Tamaar, venerado pelos xiitas.Um porta-voz oficial iraniano condenou o ataque e pediu ao governo do Iraque que proteja os peregrinos xiitas iranianos. O porta-voz criticou a "atitude irresponsável dos ocupantes americanos, que causou o aumento da violência no Iraque".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.