Sepahnews/AP
Sepahnews/AP

Irã diz que não devolverá avião espião capturado aos EUA

Barack Obama pediu na segunda a aeronave de volta; ministro exige desculpas de americanos

Agência Estado

13 de dezembro de 2011 | 17h11

TEERÃ - Um avião não tripulado dos Estados Unidos capturado pelo Irã não será devolvido a Washington, afirmou nesta terça-feira, 13, o ministro da Defesa iraniano, o general Ahmad Vahidi.

 

Ele deu as declarações após o presidente dos EUA, Barack Obama, pedir oficialmente ao Irã que devolvesse o drone, capturado no começo de dezembro no leste do Irã. "O drone americano de espionagem agora é propriedade do Irã e nosso país decidirá que passos tomará sobre essa questão" afirmou Vahidi, citado pela agência estatal de notícias Isna. Vahidi também disse que os EUA deveriam pedir desculpas porque invadiram o espaço aéreo iraniano.

 

O drone RQ-170 Sentinel, aparentemente, foi capturado quase intacto pelos iranianos, cuja televisão estatal exibiu imagens do aparelho. Obama pediu ao Irã que devolvesse o avião teleguiado. "Nós pedimos o avião de volta. Vamos ver como os iranianos responderão", afirmou.

 

Oficialmente, os EUA afirmam que o drone estava em missão no oeste do Afeganistão, perto da fronteira com o Irã, quando o controle do avião foi perdido. Já o Irã afirma que capturou o avião teleguiado mais de 200 quilômetros dentro do seu território, no leste do país. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.