Irã diz que pode aceitar novo tratado e inspeção nuclear

O Irã anunciou que está "estudando positivamente" um pedido da agência nuclear da ONU, por inspeções irrestritas em suas instalações de energia atômica. O anúncio foi feito um dia depois de o chefe da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) ter pedido ao Irã para assinar um protocolo adicional do Tratado de Não-Proliferação Nuclear. A Grã-Bretanha advertiu que se o Irã não assinar o protocolo, as relações comerciais do país com a União Européia serão afetadas.O protocolo permite que funcionários da AIEA visitem qualquer parte da indústria nuclear de um país em aviso prévio. "Estamos estudando positivamente o apelo da AIEA para assinar um protocolo adicional", afirmou à Associated Press o porta-voz da Organização de Energia Nuclear do Irã, Khalil Mousavi.Os Estados Unidos suspeitam que o Irã esteja tentando construir secretamente uma bomba nuclear e querem que a agência declare que a República Islâmica está em violação do Tratado de Não-Proliferação Nuclear. Mousavi acredita que os EUA não conseguirão persuadir a AIEA a se colocar contra o Irã. "Temos certeza de que a AIEA não irá declarar que o Irã está violando o TNP, como os EUA querem que a agência faça. A América vai fracassar", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.