Irã diz que será leal a tratado nuclear da ONU

O Ministério de Relações Exteriores do Irã disse que o país está comprometido com o Tratado de Não-Proliferação de armas nucleares e que continuará cooperando com a agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU).

Agência Estado

20 de abril de 2013 | 16h08

Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (China, Estados Unidos, França, e Reino Unido) consideraram, na sexta-feira, o Irã e a Coreia do Norte como sérios desafios para a segurança nuclear mundial, dizendo não acreditar nas sanções impostas pelas Nações Unidas. Sobre o Irã, o documento afirma que "a contínua e certa busca pela atividade nuclear" é uma das grandes ameaças para o tratado, o mais importante pacto mundial na prevenção do desenvolvimento de novos armamentos nucleares.

Em resposta, a agência semioficial de notícias do Irã, ISNA, citou neste sábado o porta-voz do Ministério, Ramim Mehmanparest, que assegurou que o país é fiel a seus compromissos em relação ao acordo e que o Irã continuará trabalhando com a Agência Internacional de Energia Atômica.

Os países suspeitam que o Irã está buscando o desenvolvimento de armas nucleares, acusação que Teerã nega. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãnuclearONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.