Irã diz ter enforcado espião da CIA

Um iraniano foi enforcado por espionar para a Agência Central de Inteligência (CIA) dos EUA, anunciou nesta quarta-feira a rádio Teerã, controlada pelo governo. A emissora disse que Muhammad Reza Pedram foi enforcado no domingo na prisão de Evin, em Teerã, mas não forneceu mais detalhes.O jornal Los Angeles Times disse hoje que Pedram, de 56 anos, morou em Reseda, na Califórnia, onde trabalhava para um programa federal que ajudava refugiados a encontrar empregos. Sua família se mudou posteriormente para Illinois, disse o matutino. Segundo membros da família de Pedram, ele desapareceu durante uma viagem ao Irã, em 1996, onde foi visitar seu pai doente."Pedram confessou ter cooperado amplamente com a CIA, e ter revelado segredos de Estado", disse a emissora iraniana, citando documentos do tribunal que ordenou sua execução. A IRNA, a agência noticiosa oficial do governo iraniano, disse que Pedram foi contratado pela CIA após fugir do Irã em 1986.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.