Irã diz ter poder para bombardear área nuclear de Israel

O chefe da Guarda Revolucionária do Irã, general Mohammad Ali Jafari, afirmou neste sábado que seu país tem capacidade para bombardear instalações nucleares de Israel e que pode fazê-lo se for atacado. "Se Israel se engajar em qualquer tipo de ofensiva ao Irã, temos poder para bombardear todas os alvos na Palestina ocupada", afirmou ao canal de televisão árabe, al-Alam.

AE-AP, Agencia Estado

25 de julho de 2009 | 16h02

"Não há nada que possa nos impedir de atacar sítios nucleares israelenses e isso acontecerá se formos provocados. Nossos foguetes têm precisão para isso", afirmou. Jafari fez comentários similares no passado. Em março, ele alertou Israel de que suas instalações nucleares estavam na mira dos mísseis iranianos e que o país revidaria se fosse necessário.

Israel, por seu turno, advertiu que poderá atacar o Irã se o país não abandonar seu programa nuclear, que segundo suspeitas de Israel e Estados Unidos, esconde a produção de armas. O primeiro ministro israelense, Benjamin Netanyahu, é um dos que mantêm aberta a opção de um ataque militar ao Irã.

Os mísseis Shahab-3 iranianos têm alcance de dois mil quilômetros, capazes de alcançar Israel. O país anunciou ter aumentado o alcance de seus aviões de guerra, permitindo que eles cheguem ao inimigo sem necessidade de reabastecimento. Teerã nega qualquer objetivo de fazer armas nucleares e diz que seu programa atômico é voltado apenas para geração de energia e outros propósitos pacíficos.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.