Irã e Egito vão retomar plenas relações diplomáticas

O Irã e o Egito decidiram retomar plenas relações diplomáticas, informou o vice-presidente iraniano, Mohammad Ali Abtahi. Ele fez a declaração poucas horas depois que o Conselho Municipal de Teerã rebatizou uma rua que tinha o nome do assassino do presidente egípcio Anwar Sadat, abrindo caminho para a restauração das relações diplomáticas rompidas em 1979."Um anúncio oficial será feito nos próximos dias", adiantou Abtahi. Segundo ele, a decisão foi tomada num histórico encontro entre os presidentes egípcio, Hosni Mubarak, e o iraniano, Mohammad Khatami, em Genebra no mês passado, o primeiro entre os chefes de Estado dos dois países desde a revolução islâmica de 1979."É um feito histórico servindo aos interesses de Teerã e do Cairo, assim como da causa palestina e das nações islâmicas do Oriente Médio", avaliou. Mas o chanceler egípcio Ahmed Maher indicou a repórteres que o anúncio era prematuro. "Vocês me dizem que existe uma declaração do Irã", reagiu. "Eu a vi. É uma declaração em tempo futuro. Quando o futuro se tornar o presente, eu me manifestarei".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.