Irã e potências retomam negociações nucleares

As negociações sobre o programa nuclear do Irã foram retomadas nesta quarta-feira em meio a uma série de impasses entre Teerã e as seis potenciais mundiais.

AE, Agência Estado

02 Julho 2014 | 18h26

De meados de junho para cá, quando foram encerradas as últimas rodadas de negociações, o Irã renovou a sua retórica e agora diz que nunca irá se "ajoelhar" para conseguir com que as sanções econômicas sejam cessadas. O Irã e as seis potências mundiais - EUA, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha - desejam chegar a um acordo final até 20 de julho.

"Nós nunca nos dobramos contra as imposições e não vamos aceitar isso nesta rodada de negociações", disse o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, em Viena.

Separadamente, advertiu ao Ocidente de que o seu país não iria entrar em uma "competição inútil", acrescentando que nunca iria forçar Teerã a se ajoelhar ante os países.

Mais cedo, a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Marie Harf, disse que Teerã precisa mostrar "mais vontade política para fazer as escolhas que nós pensamos que eles têm de fazer".

O secretário de Relações Exteriores do Reino Unido, William Hague falou que há "diferenças significativas", acrescentando que "a assinatura de um acordo está longe de ser certa". Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Irã nuclear potências

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.