Irã e Rússia consideram construir um segundo reator nuclear

O Irã e a Rússia assinaram nesta terça-feira um acordo visando acelerar a conclusão da usina nuclear de Bushehr e formaram uma comissão para estudar a possibilidade de construir um segundo reator, informou a Agência de Notícias da República Islâmica (IRNA). Num acordo em separado, a Rússia irá providenciar combustível nuclear para a usina de Bushehr, no sul do Irã, pelos próximos 10 anos. O acordo foi assinado pelo ministro de Energia Atômica russo, Alexander Rumyantsev, e o chefe da Organização de Energia Atômica do Irã, Gholamreza Aghazadeh. Era previsto que a usina de Bushehr entraria em funcionamento em 2003. A IRNA não divulgou qual seria a nova data-alvo. "Os dois lados reiteraram a necessidade de acelerar a conclusão da usina de Bushehr e concordaram em formar uma comissão conjunta para realizar estudos sobre a viabilidade de construção de outra usina de energia no Irã", informou a IRNA. Durante uma visita de quatro dias, Rumyantsev adiantou que seu país irá completar a usina de Bushehr apesar da forte oposição dos Estados Unidos. A administração do presidente dos EUA, George W. Bush, tem exortado a Rússia a abandonar o projeto de US$ 800 milhões, dizendo que ele pode fazer avançar um suposto programa de armas nucleares do Irã. A Rússia e o Irã garantem que o projeto só tem objetivos civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.