Irã e Síria assinam acordo de defesa contra Israel

Os ministros da Defesa do Irã e da Síria assinaram nesta quinta-feira, em Teerã, um "protocolo de entendimento" para a colaboração defensiva entre ambos países que "faça frente às ameaças de Israel". A assinatura do acordo foi feita ao término da visita do ministro sírio, Hassan Turkmani, convidado por seu colega iraniano, Mohammad Najjar, que qualificou as relações entre os dois países como "um modelo para todos os países muçulmanos". Turkmani disse que o acordo foi feito para que os dois países criem uma frente fortificada "nas atuais condições da região, e para fazer frente às ameaças de Israel". Ele desmentiu que ambos estivessem planejando estabelecer bases militares conjuntas. Segundo o ministro, Irã e Síria compartilham a mesma postura na maioria dos assuntos, e sempre insistiram na importância da paz e da estabilidade na região. "A segurança da Síria é a segurança do Irã, e a potência defensiva do Irã é a potência defensiva da Síria", afirmou. Quanto às ameaças dos EUA contra o Irã, Najjar disse que não novidades, e as qualificou como "uma guerra psicológica". "Estas ameaças não vão levar a lugar algum e nós seguiremos nosso caminho como antes". Irã e Síria são os dois países do Oriente Médio mais hostis em relação a Israel e os que mantêm relações mais turbulentas com os países ocidentais. A Síria foi o único país que apoiou o Irã em sua longa guerra contra o Iraque de Saddam Hussein durante quase toda a década de 1980, e desde então os dois países mantêm uma aliança estratégica que desperta receios em outros países da região, como o Egito e a Jordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.