Irã e UE voltam a conversar sobre crise de programa nuclear

O Alto Representante para a PolíticaExterna da União Européia (UE), Javier Solana, e o negociador iraniano para assuntos nucleares, Ali Larijani, estão de acordo em promover novos contatos, "sob as circunstâncias adequadas", para restabelecer a confiança na natureza civil do programa nuclear doIrã. Solana e Larijani mantiveram neste domingo uma "construtiva"conversa telefônica, na qual analisaram diferentes aspectos do programa de enriquecimento de urânio do Irã, segundo a informação divulgada nesta segunda-feira pelo Conselho da UE. Ambos os diplomatas estiveram de acordo em promover, "sob ascircunstâncias adequadas", contatos adicionais com o objetivo de "restabelecer a confiança na natureza puramente civil do programa nuclear iraniano". O Irã afirmou em várias ocasiões que responderá na terça-feira, dia 22, à proposta de incentivos em troca da suspensão de enriquecimento de urânio, oferecida pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (EUA, Rússia, China, o Reino Unido e França) mais aAlemanha. As autoridades iranianas reiteraram sua disposição em avaliar a proposta, mas também insistiram que seu país não renunciará sob qualquer circunstância os seus direitos em possuir um programa nuclear. Além disso, no dia 31 de julho, o Conselho de Segurança da ONUaprovou uma resolução que exige que o Irã suspenda o enriquecimentode urânio e lhe deu o prazo até 31 de agosto para que isso aconteça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.