Irã efetua manobras militares e testes com mísseis

Mohamad Javad Zarif, Ministro de Relações Exteriores, disse que o país não vai iniciar uma guerra, mas que a auto-defesa é necessária

O Estado de S.Paulo

04 Fevereiro 2017 | 10h28

TEERà- Em meio a uma escalada de tensão com os Estados Unidos, o Irã iniciou neste sábado, 4, uma série de manobras militares que incluem testar os sistemas de radares e mísseis de fabricação local. O anúncio foi feito um dia depois dos EUA anunciar novas sanções ao país, em resposta ao teste de um míssil balístico em 29 de janeiro, que irritou o novo governo americano.

De acordo com um comunicado divulgado pela Guarda Revolucionária Iraniana na sua página Sepahnews, manobras estão sendo realizadas em uma área de 35.000 quilômetros quadrados na província de Semnan, no nordeste do país. A etapa principal dos exercícios teve início neste sábado, depois de cinco dias de trabalhos preparatórios para reforçar a sua capacidade de defesa, disse a nota.  

As autoridades revelaram que impuseram "restrições legais sobre um número de indivíduos e entidades envolvidas no financiamento e apoio a grupos extremistas na região", cujos nomes serão ainda anunciados. O presidente dos EUA, Donald Trump, alertou que o Irã "está brincando com fogo". 

O chefe da diplomacia persa, Mohamad Javad Zarif, disse que seu país não vai iniciar uma guerra, mas que a auto-defesa deve ser necessária. A relação entre os dois países tem sido extremamente tensas desde que Trump mandou suspender por três meses a emissão de vistos para cidadãos iranianos e outros seis países de maioria muçulmana. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.