Irã emite ordem de prisão contra filho de ex-presidente

Autoridades do Irã emitiram uma ordem de prisão contra o filho do influente ex-presidente Akbar Hashemi Rafsanjani. O filho de Rafsanjani, Mahdi Hashemi, é acusado de ajudar a fomentar distúrbios após as eleições do ano passado no país, informou hoje a rádio estatal.

AE, Agência Estado

23 de novembro de 2010 | 16h11

Houve distúrbios após as eleições presidenciais iranianas de junho de 2009. Em meio à crise, o comando do país buscou conter o poderoso Rafsanjani, que apoiou um candidato da oposição e pareceu tomar o partido de críticos que denunciaram fraudes no processo eleitoral. Mahdi Hashemi tem vivido na Grã-Bretanha desde pouco depois das eleições. Aparentemente, as autoridades estavam mirando no filho sobretudo para enviar um sinal de alerta ao pai.

Desde o ano passado, funcionários do Judiciário iraniano e outros membros conservadores da administração têm desafiado Hashemi a voltar ao país. Hashemi nega as acusações e acredita-se que ele não tenha tido nenhum papel especial nos distúrbios após as eleições, nem no movimento oposicionista em geral. Ele enviou uma carta a autoridades do país, dizendo que voltaria ao Irã apenas se seu julgamento fosse "justo e preferencialmente público". O vice-chefe do Judiciário iraniano disse que o julgamento seria justo.

A reeleição de Mahmoud Ahmadinejad no ano passado gerou meses de protestos, pois os ativistas da oposição denunciaram fraudes. O moderado Rafsanjani foi presidente entre 1989 e 1997. Na eleição do ano passado, apoiou o líder oposicionista Mir Hossein Mousavi, que afirmou ter sido roubado nas urnas. Os distúrbios após as eleições foram os maiores no país desde a Revolução Islâmica, de 1979, que derrubou o xá apoiado pelos EUA e levou os clérigos conservadores ao poder. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ordemprisãoIrãfilhoex-presidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.