Irã entrega documentos a inspetores de armas atômicas

O Irã entregou à agência nuclear da ONU documentos sobre suas atividades na área de energia atômica, mas o dossiê aparentemente não explica a origem dos traços de urânio enriquecido descobertos no país. ?Apresentamos um relatório que abre completamente nossas atividades passadas no campo nuclear?, disse Ali Akbar Salehi, representante iraniano na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).Nem Salehi e nem o diretor-geral da AIEA, Mohamed El-Baradei, deram maiores detalhes sobre o conteúdo do dossiê, que o Irã apresentou antes do prazo final de 31 de outubro. El-Baradei disse esperar que a informação oferecida esclareça todas as dúvidas a respeito das atividades nucleares do Irã.Mas, em comentários com a imprensa, Salehi deu a entender que a origem dos traços de urânio - em condições de ser usado na produção de armas - detectados em duas partes do país não está incluída no texto. O Irã argumenta que a contaminação entrou no país junto com o equipamento nuclear importado para fins pacíficos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.