Irã espera implantar acordo nuclear no fim de janeiro

O vice-ministro de Relações Exteriores do Irã, Abbas Araqchi, demonstrou confiança de que o acordo nuclear pode ser implantado dentro de um mês. "Se as negociações entre especialistas se mostrarem frutíferas, uma data será decidida e eu acho que será no fim de janeiro", disse em comentários feitos à agência de notícias Mehr.

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2013 | 23h09

Em novembro o Irã assinou um acordo para suspender partes do programa nuclear por seis meses em troca de algum alívio nas sanções ao país, enquanto um acordo de longo prazo ainda é costurado.

Os comentários foram publicados na véspera da terceira rodada de negociações técnicas entre representantes do Irã e dos EUA, Reino Unido, França, China, Rússia e Alemanha.

As conversas entre os especialistas têm como objetivo estabelecer as linhas gerais para implantar o acordo nuclear alcançado em Genebra. No entanto, o vice-ministro alertou que as negociações "não são tão fáceis". "Os negociadores estão avançando lentamente, à medida que há desentendimentos sobre a interpretação de alguns elementos do acordo", afirmou.

No acordo de novembro, o Irã concordou em recuar ou congelar parte das atividades nucleares por seis meses em troca de um alívio limitado e gradual das sanções comerciais.

A primeira rodada de negociações técnicas, em Viena, foi interrompida no começo de dezembro quando os EUA ampliaram a "lista negra" para entidades que colaboram com Teerã. A segunda rodada foi suspensa pela proximidade do Natal. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãAcordo Nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.