Irã está preparado para instalar 50 mil centrífugas em usina

O diretor do Organismo Iraniano de Energia Atômica, Gholam Reza Aghazadeh, disse nesta terça-feira, 10, que seu país tem "tudo planejado" para instalar 50 mil centrífugas na usina de enriquecimento de urânio de Natanz, segundo a agência oficial Irna.Aghazadeh assegurou que o objetivo da República Islâmica "não é apenas a instalação de três mil centrífugas" em Natanz, e ressaltou que já "planejaram tudo para instalar 50 mil".O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, anunciou na segunda-feira, 9, que seu país tinha conseguido produzir combustível nuclear em nível industrial, o que necessitaria de pelo menos três mil centrífugas em funcionamento.Por sua parte, o principal negociador nuclear iraniano, Ali Larijani, confirmou que seus cientistas tinham injetado gás hexafluorido de urânio (UF6) em três mil centrífugas, instaladas no subsolo da central de Natanz em 18 cascatas de 164 unidades cada.Com 50 mil centrífugas em funcionamento, o que, segundo os analistas, requereria ainda entre um e dois anos, o Irã poderia produzir combustível nuclear suficiente para suas centrais atômicas de produção de eletricidade, mas também para fabricar ogivas nucleares para seus mísseis.O Irã já havia afirmado no ano passado que tinha previsto instalar 50 mil centrífugas em Natanz, mas o anúncio desta terça-feira confirma sua determinação de prosseguir com seu programa nuclear, apesar das diferentes resoluções do Conselho de Segurança da ONU pedindo a suspensão do enriquecimento de urânio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.